21 Reserva Nacional Los Flamencos (7)

Imagens Mágicas…

11.12.2010
Imagens Mágicas

O casal realizou nesta data o passeio que inclui a visita ao Valle de Jere, o Salar de Atacama, onde se encontra a Laguna Chaxa e a Reserva Nacional “Los Flamencos”, visita às lagunas Altiplânicas Miscanti e Miñiques, almoço no povoado de Socaire e passagem pelo povoado de Toconao. A saída é por volta das 08h e a guia que acompanhou o passeio foi Angela, uma garota muito simpática, agradável, gentil e animada, que deu graça ao turismo.

20 Valle Jere (3)
Saíram de San Pedro e a Van foi em direção ao Valle ou Quebrada de Jeré, oásis em meio a seca do deserto, localizada ao redor de Toconao, aos pés de uma pedreira, é uma grande “caixa” de pedra vulcânica (liparita) rodeada por vegetação, que possui um “micro” clima especial, já que consegue florescer em meio as pedras.

20 Valle Jere (16)

Possui água doce, do Rio Toconao, que corre livremente, proveniente dos Andes, do degelo das montanhas andinas, que permite o cultivo de frutas (como a “pera de pascua”), hortaliças, através de um sistema de irrigação herdado dos incas, que permite direcionar a água, de forma a atender a todo o plantio uniformemente e de acordo com suas necessidades, através de placas que podem ser retiradas e alteradas, mudando a direção das águas.

20 Valle Jere (15)
Um sistema super interessante e que tem como objetivo que todos os agricultores possam ter uma boa colheita, aliás, na cultura Inca (herdada pelos atacamenhos) tudo deve ser dividido visando que todos prosperem conjuntamente e que a comunidade possa crescer.

20 Valle Jere (13)
Neste vale, outro fato interessante, herdado dos ancestrais atacamenhos, são as “cavernas” (como esta da foto) que eram utilizadas para armazenamento da colheita, protegendo-a do clima e possibilitando sua maior durabilidade.

20 Valle Jere (7)
A pedra liparita (também chamada de palomita) é utilizada na maioria das construções de San Pedro e região, é uma pedra vulcânica, branca e mole (e bem leve rsrsrsrsrsrsrs), que tem a propriedade de manter o ambiente aquecido à noite retendo o calor do sol recebido durante o dia.

20 Valle Jere (5)
20 Valle Jere (4)
A cobertura é feita com madeira de cactos ou cana, coberta com tamarugo, uma árvore que pode chegar a 25 mts, exclusiva do Chile, que cresce em condições desérticas, em solos salgados e sem a necessidade de chuva, utilizando-se do orvalho para se umidificar, seus ramos e frutos são usados como forração e sua madeira como lenha e carbono, além de poder ser utilizada como combustível natural.

Nesta Quebrada também puderam conhecer a Arte Rupestre.

20 Valle Jere (18)A arte, pintura ou gravura rupestre são termos usados para as mais antigas representações pictóricas conhecidas, sendo uma das manifestações mais importantes da arte pré-hispânica de Atacama. Utilizada, principalmente, como forma para indicar rotas e caminhos, áreas de caça, setores de água, delimitação de territórios ou simplesmente para desejar uma boa viagem. Os desenhos eram principalmente naturalistas como, por exemplo, camelideos, ou figuras abstratas. As técnicas mais utilizadas eram o Petróglifo, a gravação direta na pedra ou rocha, batendo ou raspando com outra pedra ou elemento mais duro. Pictografia: pintura nas pedras com misturas de pigmentos de terra com óleos animais, aplicada com os dedos das mãos. Pintura-gravação, mistura das duas técnicas, ou seja, incisões na pedra delineadas com pintura. Geoglifos, que são figuras de grandes dimensões feitas com o acúmulo de pequenas pedras sobre declives de colinas e riachos.

20 Valle Jere (19)
Em todo norte do Chile se encontram gigantescas e estilizadas manifestações de arte pré-histórica que adornam as altas ladeiras das  montanhas. Geralmente se encontram ao longo das antigas rotas do deserto e podem representar camelideos, serpentes, figuras humanas e desenhos geométricos.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (2)
Saíram do Valle de Jeré para o Salar de Atacama, que se localiza a 62 km ao sul de San Pedro, em uma altitude de 2.300 m.s.n.m., onde fica a Laguna Chaxa e a Reserva Nacional “Los Flamencos”.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (9)
O Salar do Atacama é o mais extenso em área, com cerca de 100 km de comprimento e 80 km de largura, abrangendo uma área de 3.000 km2, o maior depósito de sal do Chile, onde se localiza 40% das reservas mundiais de Lítio. Este salar é um grande lago de águas salinas, formado por águas da chuva do altiplano e das altas montanhas que não conseguem ultrapassar a barreira colocada pela Cordilheira de Domeiko e ficam estancadas nas bacias hidrográficas, que forma uma cortina branca e rugosa, de sal e outros sedimentos, e que são transportadas pela água e pelo vento. Algumas áreas da salina fazem parte da Reserva ecológica “Los Flamencos”, que concentra espécies de flamingos e outras aves, como nhandús, gansos, patos. O Salar faz parte do Sector Soncor, que é um sistema de lagoas e vales férteis.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (3)
Na superfície do Salar é possível observar crostas de sal, que são geradas pela constante acumulação de cristais produzidos pela evaporação das águas subterrâneas de intensa carga salina. Esses processos de evaporação resultam em diversos contrastes: Costas de cloreto constituem grande rugosidade com florações de até 70 centímetros de altura; crostas de transição de cloretos formam estruturas poligonais e crostas de sulfato originam superfícies lisas e secas.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (6)
A Reserva Nacional “Los Flamencos” foi criado em 1990 pelo CONAF (Corporação Nacional Florestal), esta reserva está dividida em sete setores localizados a diferentes alturas, com condições climáticas particulares, o que possibilita diferentes populações vegetais e animais. Alguns lugares da reserva possuem importância arqueológica já que neles se encontram vestígios de povos pré-colombianos, como a Aldea de Tulor, e o povoado de Toconao.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (7)
No meio da reserva se encontra a Laguna Chaxa, onde os Flamingos aproveitam para se alimentar, já que nela existe água proveniente dos Andes, que originam sistemas hídricos formados por um conjunto de corpos lacustres de baixa profundidade unidos por canais naturais.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (15)
No Soncor os sistemas lacustres podem se unir em épocas invernais, estes sistemas possuem escassa profundidade e a camada de fungos possibilita a vida de abundantes formas microscópicas de algas unicelulares e micro invertebrados. São eles que constituem a dieta dos flamingos do Sector.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (13)

A cor avermelhada de alguns locais da reserva, é graças ao betacaroteno, que confere as penas vermelhas aos flamingos.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (16)
A população de Flamencos Chilenos ultrapassa os 100.000 que se dividem em pequenas colônias pelo Salar de Atacama e Salar de Pujsa, além do Salar de Poopo, seu sítio reprodutivo de maior importância, no Salar de Atacama, a máxima abundância foi registrada no inverno, alcançando o número de 1060.

21 Reserva Nacional Los Flamencos (8)
Depoimento Andréa: “As imagens são maravilhosas, estar tão próximo de uma natureza praticamente intocada e que conta a história da evolução da terra, é algo fantástico. O Valle de Jere é a personificação do que é um oásis, que em meio ao deserto consegue sobreviver e ter áreas verdes, é realmente magnífico. O Salar é extraordinário, são paisagens incríveis que não é possível descrever com palavras!”.

CONTINUA…………….
facebookyoutubemail

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>