37 Parque das Aves Foz do Iguaçu (37)

Mais belezas de Foz do Iguaçu

20.12.2010
Foz do Iguaçu
Já na ida o casal planejou uma nova parada em Foz do Iguaçu na volta, pois gostariam de conhecer um pouco mais desta cidade e dos seus pontos turísticos, prestigiando o que o Brasil tem de beleza e atrativos. E seria bom descansar depois de 7 dias contínuos andando cerca de 600 km diários.
Acordaram cedo para aproveitar bem o dia, tinham planos de voltar a Ciudad Del Leste, Paraguai para aquisição de umas coisinhas, e conhecer o Parque das Aves, que não foi possível da outra vez.
O hotel sempre indica um taxista para levar os seus hóspedes ao Paraguai, acreditam ser mais seguro, porém o valor é sempre caro, contudo a experiência da ida não foi boa, já que o taxista deixou seu carro no lado brasileiro da Ponte da Amizade e fez o grupo atravessar andando, o que o casal descobriu que é terminantemente proibido. Voltaram à terra do jeitinho, do ganhar fácil, do levar vantagem.
Depoimento Andréa: “Enquanto estávamos discutindo na recepção sobre o que fazer, como ir, fomos abordados por um casal (Daniele e Júnior) que deu a dica de irmos até uma rua próxima tomar um táxi, que seria muito mais em conta do que optar pelo do hotel. Percebi um sotaque conhecido e como o mundo é pequeno, descobrimos que somos praticamente vizinhos, moramos no mesmo bairro, imaginem, e nos encontramos em Foz!”.
Decidiram seguir a dica do casal e procurar um taxi na rua ao lado, porém outra opção era ir de ônibus “internacional”. Enquanto negociavam com o taxista, que também queria cobrar uma “fortuna” para levá-los ao outro lado da fronteira, viram o ônibus Ciudad Del Leste se aproximar, não tiveram dúvidas, correram para pegá-lo. Andaram pelas ruas repletas de comércio, muita gente de fora e muitos camelôs, fizeram uma pesquisa de preço do que desejavam e acabaram comprando na mesma loja que visitaram na ida.
Para voltar decidiram se aventurar novamente, mas agora com uma “muambinha” a tira-colo. Pegaram o ônibus novamente, e desta vez puderam sentir o gostinho de serem “sacoleiros”, pois o ônibus era uma lata de sardinha, repleta de gente e sacolas de todos os tamanhos e andando para todos os lados. Realmente a cara da Andréa, que adora momentos como este rsrsrsrsr. A fronteira foi ultrapassada sem qualquer dificuldade e a aduana sequer fez qualquer menção de parar aquele transporte lotado! Muitas pessoas falam do perigo de atravessar a pé e de ônibus, sobre o risco de assalto, bem o casal conseguiu realizar as duas coisas mais perigosas sem qualquer dificuldade ou iminência de transtorno. Ainda bem!!! Após “arriscar-se” no Paraguai, retornaram ao hotel e almoçaram em um restaurante por quilo em frente ao mesmo, uma comida caseira, barata e gostosa. Ainda tinham mais passeio pela frente.
Depoimento Jorge e Andréa: “Aventura total, atravessar a fronteira de ônibus, esperamos para ver o que iria acontecer, mas foi tão tranqüilo e tão rápido, que valeu a pena, até porque o gasto é quase 10 vezes menor”.

 

Chegaram ao Parque das Aves, de ônibus, por volta das 14h, após uma chuva torrencial e um abrir de sol repentino, que trouxe um a mais ao passeio, já que as aves estavam todas se enxugando da chuva e, para isso, saíram de seus abrigos em busca do sol.

 

O parque das aves possui uma área de 16,5 hectares, quatro dos quais abrigam viveiros e suas instalações. A área restante é de proteção ambiental. Uma trilha percorre os viveiros de pássaros nativos, em sua maioria, da América do Sul. Os viveiros denominados “floresta e pantanal” têm uma área de 630 metros quadrados e oito metros de altura, e representa o habitat natural destes ecossistemas e proporcionam aos visitantes a possibilidade de entrar e experimentar como é a vida nestes ambientes. O parque fica localizado a 8 km do centro de Foz e abriga mais de 500 aves, entre as brasileiras e de outros continentes, além de jacarés, sagüis, cobras e outros animais florestais, além de um borboletário onde é possível estar entre borboletas e beija-flores.

Depoimento Andréa: “Este passeio também é imperdível, conhecer aves que nunca vimos, de coloridos exuberantes, sendo possível estar entre elas é realmente incrível. Com certeza, a cada momento uma nova emoção e novas experiências que iremos carregar em nossas lembranças e na alma”.

Mas a melhor forma compartilhar isto será através do vídeo abaixo.

Para conhecer mais:
Total de Km Rodados: 0
Hospedagem: Hotel Três Fronteiras (www.hotel3fronteiras.com.br)
Valor da diária: R$ 130,00
3 Estrelas: Simples mas limpo, bom café da manhã, excelente localização, com restaurantes próximos e condução fácil.
Gasto total (com alimentação): R$ 250,00*
*Não incluso valor das entradas dos passeios:
Parque das Aves: R$ 18,00 por pessoa
facebookyoutubemail

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>